Después de un interregno "sin fin", este fin de semana del 15 y 16 de junio, ZCUP regresó a Portimáo para su 4a ronda, esta vez sólo con el Trofeo PT, en el fantástico y ahora aún más celebrado Hipódromo Internacional del Algarve (AIA).

En esta 4a ronda, los recién llegados Jeroen Versteeg (Z44) y Paul Kuijpers (Z99) se unieron a Christianus van Doremalen (Z15) para formar un trío naranja y llegar a ver si, en motocicletas y en igualdad de condiciones, el resultado en la AIA podría ser diferente del "dragón"! Bueno, no lo era, ¡pero nos vamos!

Con estos 3 más el retornado ganador del trofeo en 2016 (Miguel Sousa – Z57) se unió a los participantes habituales en zcup PT, 13 jinetes fueron porque Luís Soares (Z53) no pudo estar presente.

Las limitaciones del circuito dictaron la entrada en los boxes sólo el sábado, lo que terminó limitando las sesiones de entrenamiento reduciéndolas a un solo antes de la clasificación. Tal penalizado a los recién llegados porque la fantástica AIA no es un circuito fácil y requiere tiempo en el camino para descubrir los secretos.

Con un tiempo excelente, pero ya con el viento subiendo, la clasificación, hecha en conjunto con el Trofeo ENI/TLC, esta vez tuvo a Joao Curva (#54 Open ENI/TLC) para pole el general, seguido por el sorprendente Amaral (Z10) que parece haber encontrado el camino correcto en este regreso a la AIA, ya que se retiró 1.297 a su tiempo anterior, registrando 1:58,748! Detrás del polo Zs, la jerarquía habitual no ha cambiado a pesar de que todos mejoraron sus registros!

Los recién llegados Kuijpers y Versteeg en la práctica libre se dieron cuenta de por qué llaman a la AIA una "montaña rusa" y se dieron cuenta de que el equipo nacional zs también "despacha bien". Por lo tanto, incluso Versteeg habiendo optado por el kit Boost (par de llantas de aluminio forjado de dymag + GALFER + discos de carreras de centralína fácil rapidbike – un debut en la Zs) encontró que la descarga desde las 2:00 minutos en este circuito con bicicletas de 130HP no es fácil. Pero progresaron y al final de la clasificación lograron permanecer en la 7a y 10a de las Z respectivamente.

No programa de corridas de Sábado, a ZCUP, em conjunto com o Troféu ENI/TLC, era a penúltima corrida do dia, mas incidentes vários nas outras categorias atrasaram o programa e a grelha só foi formada às 18:35 A esta hora, já havia zonas do circuito à sombra e soprava um vento muito forte e frio que tornavam a montanha-russa do AIA mais parecida com o monte Everest by night J !!

Felizmente a Direcção de Prova acelerou o procedimento de partida e lá começou a 1ª Corrida do fim-de-semana, com Vicente (Z01) a fazer o HOLESHOT, logo seguido de Amaral a liderar o pelotão de Zs conseguindo 7 destas bater Curva e a sua R1 na chegada à curva 1!

Vicente inspirado, faz a sua melhor volta da corrida logo na 1ª volta e cava um fosso para os restantes que lhe permite não ser incomodado até ao final, excepto por Curva que o apanha e ultrapassa mais adiante. Vicente vence assim a 1ª corrida da ZCUP sem oposição com Curva a vencer à geral.

Mas lá atrás as coisas não foram assim tão simples. Se Franco (Z22) acaba prematuramente a sua corrida caindo na última esquerda (curva 11) à 3ª volta, Farias (Z21) apanha Amaral e estes começam um duelo até à última volta com as dobragens aos retardatários a atrapalharem a contenda, acabando por Amaral ser mais feliz, conseguindo bater Farias no final para o 2º lugar do pódio das Zs!

Atrás de Ricardo Almeida (ENI/TLC SBK – 5º da geral) termina Pires (Z14) em 4º das Zs liderando um grupo de 6 Zs onde estava o russo Bogdanov (Z07), o estreante Kuijpers, o regressado Sousa e Vilardebó (Z12) que bate Versteeg por ½ segundo, conseguindo todos rodar no segundo 02/03 do minuto 2.

Boa estreia a dos holandeses, pois sem conhecerem o circuito e as motos, conseguem evoluir e situar-se a meio do pelotão em condições meteorológicas menos boas.

Um pouco mais atrás o regressado Doremalen consegue intrometer-se na disputa entre os rookies Meaude (Z24) e Fernandes (Z26) terminando o líder do grupo em 15º da geral.

No Domingo, com o dia soalheiro e o vento ainda “brando”, Vicente arranca que nem uma bala e repete o HOLESHOT, mas desta vez, logo seguido de Amaral e Curva, com Farias a pressionar!

Amaral inspirado e aguerrido, aproveita a aspiração e passa Vicente no início da segunda volta! Curva aproxima-se de Vicente e fazendo valer os seus argumentos, passa Vicente na recta da meta na volta seguinte! Farias pressiona Vicente e, no improvável lugar, à entrada da última curva dessa volta, passa Vicente e inicia a perseguição a Amaral!

Entretanto, Curva ultrapassa Amaral na recta da meta, com este apostado em não o deixar fugir! Apesar disso é surpreendido pelo rápido Farias na curva 6, subindo este à liderança das Zs e ganhando Curva um novo perseguidor. No duelo Amaral/ Vicente, Franco aproxima-se deste duo e junta-se à refrega enquanto Farias pressiona Curva lá na frente.

Vicente ensaia por duas vezes a ultrapassagem a Amaral na curva 5, mas Amaral faz-lhe a tesoura nas fortes travagens daquele. A meio da corrida, Amaral falha a travagem da curva 1 e é imediatamente passado por Vicente e Franco. Mas consegue regressar à pista sem perder tempo e ir atrás destes! Nessa mesma volta, Franco passa Vicente por fora (!!) na sequência das curvas 9 e 10!! O rapaz estava endiabrado!!

Amaral aproveita e cola-se à traseira de Vicente. Este trio entra na recta da meta colados conseguindo Vicente vencer o duelo na travagem para a curva 1 e Amaral superar Franco!!

O forte ritmo do grupo da frente, leva-os à lotaria das dobragens e, neste jogo, Vicente e Amaral conseguem desenrascar-se melhor que Franco. Amaral ainda consegue colar-se a Vicente à entrada da última curva da última volta, mas não consegue superá-lo ficando com o último lugar do pódio das Zs por apenas uma décima de segundo, com Franco “logo ali” a cerca de ½ segundo! Ufa, que esta foi animada!!

Distante destas histórias, Farias vence com autoridade esta 2ª corrida com mais de 4s de vantagem. É sempre assim. Farias é o homem das corridas de Domingo!!

Pires, volta a liderar o segundo grupo das Zs e consegue diminuir a distância para os da frente, conseguindo todos do grupo bater os seus melhores tempos anteriores, rodando todos entre o segundo 59 (Pires), o segundo 0 do minuto 2 (Bogdanov e Kuijpers), o segundo 01 (Versteeg) e o segundo 04 (Vilardebó). Sempre a melhorarem!!

Meaude volta a ser o melhor do 3º grupo das Zs, superando outra vez Doremalen e Fernandes, conseguindo também todos deste grupo melhorar e bem os seus tempos por volta.

Muito bom! Todos de parabéns!! A dupla de holandeses, evoluiu continuamente ao longo do fim-de-semana e mostrou que com mais tempo em pista teriam tornado a vida mais difícil aos habitués do troféu, mas também perceberam que teria sido difícil inverter o resultado conseguido no “dragão” pela nossa selecção 🙂

A ZCUP termina a sua 1ª metade da época e o seu 4º fim-de-semana de corridas conseguindo novamente um bom número de presenças, boa animação em pista, várias nacionalidades e ajudando a animar esta jornada do CNV Moto, enquanto o Miguel Oliveira somava importantes pontos em Montmeló/Barcelona no MotoGP, o Lés-a-Lés acontecia e as Harleys se passeavam por Cascais.

A próxima etapa da ZCUP, desta vez novamente com a IB, regressará ao Estoril a 20/21 de Julho, na 4ª ronda do CNV Moto, onde a incógnita será o desempenho dos espanhóis num circuito que desconhecem, esperando-se igual animação em pista, excelente ambiente e continuando a dar oportunidade aos participantes, de fazerem aquilo que mais gostam no sítio certo!

Tabela Classificativa

Fotos by Schwantz fotography e Hellofoto